3 dicas de SEO para o seu site ou blog

Depois de criar um site ou um blog é necessário posicioná-lo bem nos mecanismos de buscas para atrair tráfego orgânico e, consequentemente, vender muito.

Se você não sabe como atrair tráfego, neste artigo eu vou te dar 3 dicas de SEO para o seu site ou blog.

Para conseguir atrair tráfego para o seu site você precisa entender a importância da Search Engine Optimization (Otimização dos Motores de Buscas), mais conhecido como SEO.

Como hoje existem centenas de sites, não há garantia de que, mesmo utilizando estratégias de SEO, o seu site ou blog estará na primeira posição do ranking do Google, mas as técnicas de SEO, sem dúvida, irão te ajudar a se posicionar melhor.

 

estratégias de SEO

 

Dica #1 Instale o plugin Yoast SEO

 

O plugin Yoast SEO é gratuito e muito completo para você otimizar o conteúdo do seu site ou blog, além de ser bem intuitivo, fácil de utilizar.

Com o Yoast SEO você pode otimizar as metas-tags dos seus artigos, a quantidade de palavras-chaves utilizadas no texto, as URL’s, a descrição do artigo e muito mais.

Esse plugin também permite que você verifique quanto a sua página está otimizada enquanto você faz o processo, além de permitir visualizar como o seu conteúdo ficará ao ser publicado.

 

Dica #2 Utilize o Google Analytics

 

O Google Analytics é uma ferramenta que coleta e analisa informações sobre o tráfego do seu site ou blog e também coleta e analisa informações sobre o comportamento dos usuários desse site ou blog.

 

Você consegue coletar diversas informações sobre o seu site ou blog através do Google Analytics, como por exemplo:

  • Qual a página que tem mais acessos;
  • A quantidade de acessos;
  • Localização do usuário;
  • De que tipo de dispositivo o usuário acessou;
  • Tempo de permanência no site, etc.

 

Além disso, o Google Analytics vai te ajudar a identificar quais ajustes você precisa fazer no SEO do seu site ou blog e vai te auxiliar também no acompanhamento do seu tráfego.

Quais são as melhores ferramentas para SEO

 

Dica #3 Utilize as redes sociais

 

Utilize as suas redes sociais como estratégia de SEO para o seu site. As redes sociais também ajudam a melhorar o posicionamento do seu site nos mecanismos de buscas.

Estar presente nas redes sociais, com o o Facebook e o Instagram, por exemplo, é muito importante para o SEO do seu site ou blog.

Então, depois de criar o seu blog, adicione os ícones das suas redes sociais com um link direcionando o usuário para a página inicial de cada perfil que você possuir nas redes sociais.

Além disso, você também pode adicionar um botão de compartilhamento dos seus posts e das suas imagens, facilitando o compartilhamento do conteúdo do seu blog.

Essa também é uma ótima forma de trabalhar o seu SEO, pois, ao compartilharem o seu conteúdo, os usuários estarão ajudando a aumentar o tráfego do seu site.

Isso porque os sites e blogs que geram muito engajamento tende a aparecer no topo das buscas.

 

Conclusão

 

Essas foram apenas 3 dicas sobre SEO, que se você começar a aplicar logo no início do seu site vai conseguir atingir ótimos resultados.

O SEO é um tema bastante amplo, que você vai se aprofundando cada vez mais, através da prática.

Espero que essas 3 dicas de SEO ajudem a ranquear melhor o seu site ou blog, melhorando os seus resultados e te ajudando a atingir as metas e objetivos traçados para o seu negócio.

 

Que essas dicas tenham te ajudado a perceber que é possível alcançar resultados cada vez melhores para o seu blog ou site.

07 Temas WordPress Gratuitos para o seu blog

Você sabia que o sucesso do seu blog vai muito além da publicação de ótimos conteúdos?

Existem outros fatores que influenciam no seu sucesso como empreendedor digital, e a aparência do seu blog é um deles.

Para que o visitante permaneça em seu blog e tenha o desejo de voltar, ele deve ter uma aparência agradável e, principalmente, um design responsivo.

O WordPress é uma ferramenta muito popular entre os empreendedores digitais e empresas que utilizam sites e blogs em seu negócio.

Isso porque o WordPress possui diversos temas gratuitos, intuitivos e responsivos, que permitem que os usuários acessem o seu blog de qualquer dispositivo.

Neste artigo você vai encontrar 7 temas WordPress gratuitos para o seu blog para você escolher o que melhor se adequa ao seu negócio. Confira!

7 temas para wordpress

#1 Basic

Se você está começando a criar o seu blog, o ideal é começar com um tema básico, para que você vá aprendendo a usar, em vez de um tema complexo, cheio de detalhes.

O tema Básico possui um layout bem simples e permite que você personalize a aparência do seu site da maneira que desejar.

O tema Básico possui 5 opções de capas, ícones para redes sociais, menu de rodapé, RSS, entre outras opções que vão te ajudar a melhorar a experiência do usuário.

 

#2 Lola

Este tema foi criado para a versão mais recente do WordPress. Ele é simples e sua criação foi influenciada pelo Tumblr.

O tema Lola possui muita qualidade e possui um design minimalista. Além disso, é um tema bastante responsivo, podendo ser acessado de qualquer tipo de dispositivo móvel, mantendo a sua qualidade.

Este tema também oferece a possibilidade de estruturar o layout da página, pois dispõe de outros recursos, como a barra lateral direita e duas colunas.

 

#3 Design

Design é um tema que possui recursos modernos para você utilizar em seus conteúdos e é totalmente responsivo.

Este tema pode te auxiliar na produção de um conteúdo envolvente e a criar a melhor apresentação do seu blog para o público.

Você pode usar diferentes widgets para exibir cabeçalho, rodapé, barra lateral, etc., para cada tipo de conteúdo, como texto, imagens e vídeos.

 

#4 Business

Se o seu blog é focado em negócios, este tema é o ideal para você, pois ele foi criado especialmente para gerar receita.

Este tema facilita colocar banners de anúncios, links de afiliado e tudo que você precisar fazer para rentabilizar o seu blog.

No tema Negócios você pode personalizar a imagem de cabeçalho, o logotipo, as cores e imagens do seu blog.

Este tema é bastante responsivo, permite que você exiba apresentações de slides, além do recurso de arrastar e soltar.

Ele permite que você ofereça uma melhor experiência para o seu usuário.

 

#5 Questan

 

Questan é um dos melhores temas gratuitos que você pode baixar no WordPress para utilizar em seu blog.

Ele também é responsivo e possui várias opções para você personalizar o layout do seu blog e chamar a atenção dos usuários.

 

#6 Accelerate

O Acelerar é um tema bastante flexível e moderno, deixando o seu blog com uma aparência profissional. Ele é perfeito para blogs pessoais, comerciais, de viagens e de portfólio.

Portanto, se o seu blog é sobre fotografia, ilustrações ou algo assim, o Accelerate é a sua melhor opção, pois ele permite que as suas imagens sejam exibidas em tela cheia, para que o usuário visualize melhor o seu trabalho.

Este tema é bastante responsivo e os seus trabalhos podem ser bem visualizados de qualquer tipo de dispositivo.

 

#7 Dazzling

 

Este tema também possui a opção de tela cheia e é totalmente responsivo. Ele é ideal para quem quer criar um portfólio.

Ele também é ideal para quem precisa fazer apresentações importantes e mostrar profissionalismo.

Isso porque é um tema criado para melhorar a sua reputação online e possui ótimos recursos para melhorar o seu blog.

Ele também conta com otimização de muitos plugins e os designs de widgets podem ser personalizados.

vantagens de ter um bom tema wordpress

 

Conclusão

 

Estes foram 7 temas WordPress gratuitos para o seu blog. São temas que vão deixar o seu blog com a aparência profissional, independentemente do seu nicho de mercado.

 

Estes foram apenas 7, mas há muitos outros para você escolher. Conheça cada um e escola o mais adequado para o seu objetivo no marketing digital.

A Estratégia do Funil de Vendas para Afiliados

Elaborar um funil de vendas para afiliados é o caminho perfeito para se tornar um exemplo de empreendedor

Novos e empolgados comerciantes digitais iniciam seus empreendimentos todos os dias. Sabemos que é um dos nichos do momento, a aceitação é gigantesca no mundo empresarial por conta da praticidade e do alcance que o seu produto ganha quando disponibilizado na web de forma correta e inteligente, a questão é, você sabe o que deve fazer para se tornar parte da pequena porcentagem que prospera nesse mercado, ou entrará na contabilidade dos que desistem por não encontrar o caminho para o sucesso? O primeiro e mais importante passo para se dar bem é entender como funciona o funil de vendas para afiliados, primordial para o desenvolvimento da sua empreitada.

Certamente você já tem o seu produto elaborado, definido, formatado e até embalado, se necessário, não é? Partiremos desse princípio então, em comum acordo de que você já descobriu a melhor forma de dividir um conhecimento específico com o público, oferecer experiência e técnicas que agregaram demais na vida de muitos outros, independente do infoproduto que você está comercializando (e-books, vídeo aulas, cursos profissionalizantes ou qualquer outro modelo). Vamos descobrir para onde o funil nos leva.

Divulgação do material

Lembra do formato do funil que você usa para passar o seu café, não lembra? Tudo começa na boca dele, na parte mais larga e mais importante de todo o procedimento, na única forma de começar um processo de venda profissional e efetivo, isso é, através do marketing e de uma divulgação eficiente do material. Nessa primeira etapa, para encontrarmos um funil de vendas para afiliados bom o suficiente, você deve descobrir exatamente qual é o perfil do seu cliente, também chamados de buyers personas no mundo do marketing, quem você deseja alcançar e, quando eu disse “exatamente”, é isso mesmo, desde as preferências até a faixa etária, atuação profissional, tudo. Feito isso, está na hora de utilizar as ferramentas para chegar até eles.

Redes sociais e outras plataformas

O funil de vendas para afiliados começa com a fomentação de tráfego de visitantes para o seu espaço de venda do produto. Para começar a atraí-los, faça uso das ferramentas que você já utiliza diariamente, como Facebook, Instagram, Youtube, Twitter e Whatsapp, além da divulgação do material em outras frentes, como blogs parceiros e mini sites, sem esquecer de direcioná-los. Cada um deles deve ser utilizado de acordo com suas próprias características, mas sem perder o conceito geral que você quer transmitir para atrair os leads e futuros compradores. Tudo isso para poder convertê-los a um lugar especial: A página de captura.

Captando contatos

Após concluir o primeiro passo convocando os visitantes para a sua página, crie uma oferta sedutora para o recém-chegado, como um material de graça sobre o assunto que foi sugerido na prospecção deles. Criar um e-book  no formato PDF, por exemplo, é a maneira mais eficiente que você tem de conseguir o contato dele. Ofereça o infoproduto em troca do e-mail do interessado, fazendo com você inicie uma geração de leads frutífera. Após esse segundo passo, ele escorrega diretamente para a sua página de vendas, onde você oferecerá, agora sim, um produto pago.

Conteúdo do e-mail

O sistema de funil de vendas para afiliados consiste na apresentação constante do seu material para o interessado, mas nunca de forma agressiva, sempre sugerindo e oferendo o produto, destacando as possibilidades de crescimento e sucesso que o seu cliente tem ao consumi-lo. No e-mail que será disparado para o seu visitante, devemos incluir o link que prometemos com o material inicial e, agora sim, dentro deles, caminhos que o levem ao produto que você está vendendo.

Vamos percebendo que o formato de funil é exatamente para suavizar o contato no momento da venda. Devemos admitir que não gostamos quando alguém nos aborda de forma incisiva para vender algo, funciona da mesma forma na internet, desconfiamos de cara quando um banner aparece com o serviço e o preço, em uma atitude forçada, sem nenhum tipo de introdução ou troca de confiança.

 

Funil de vendas

Funil definido

Descobrimos então o formato básico do funil de vendas para afiliados de seu infoproduto. Identificamos o cliente potencial, levamos a proposta a ele através de plataformas para assim desenvolvermos um tráfego básico de visitantes. A primeira abordagem ao interessado deve ser sempre gratuita, expondo um material sem custos, ilustrando que você quer realmente ajudar e não fazê-lo consumir a esmo. Com o registro do e-mail e a transmissão o produto free, começamos a leva-lo ao que realmente queremos vender, redirecionando ele após o registro do e-mail e incluindo no link enviado o caminho para conseguir o material verdadeiramente completo.

Detalhes

Pronto, já sei como funciona a estrutura simples, um sistema de etapas que encaminha um grupo de possíveis interessados até o processo derradeiro, o da venda. Posso então sair comercializando qualquer coisa que o meu progresso no mercado será garantido, não? Definitivamente, ainda não. Há um número grande de informações e detalhes que compõe todo o processo. Explicaremos tudo o que você deve entender para realizar a atividade de forma eficiente.

O primeiro material que você oferece, como já foi dito, pode muito bem ser um e-book. Com ele, você consegue de forma fácil conquistar a confiança do interessado, já que não é todo mundo que disponibiliza algum tipo de expertise sem cobrar alguma coisa. Não esqueça, de forma alguma, de tentar redirecionar o possível cliente para a página de compra efetiva. Isso pode acontecer instantaneamente ou demorar mais de uma semana, dependendo do perfil de quem está acessando ele.

Caso ele não se interesse pelo produto que está sendo vendido de primeira, a próxima estratégia consiste no envio de e-mails automatizados enviados regularmente, de acordo com o seu desejo. Por exemplo: Dois dias depois dele ter recebido o conteúdo gratuito, pode receber um e-mail contendo todas as vantagens e uma lista de benefícios que ele terá acesso caso se interesse pelo produto oferecido. Dois dias depois, uma lembrança de que o prazo para aproveitar a promoção já está acabando, e por aí vai um mar de possibilidades de mantê-lo de olho.

E-mail Marketing

Para enviar os chamados e-mails marketing, você pode contar com ferramentas que oferecem esse serviço e elaboram todo o sistema de envio deles de forma automática. Assim, sempre que você cria uma rede de leads (os contatos armazenados exatamente para isso) pode atuar de forma sistemática com a distribuição inteligente dessas mensagens, que certamente tem o poder de converter incontáveis clientes que ainda não tinham certeza se consumiriam ou não o que você está vendendo. Uma pesquisa nos buscadores já resolve a questão, basta verificar qual se encaixa melhor no seu perfil de atuação.

Temos um sistema elaborado aqui, não é? Para quem não está acostumado com a dinâmica digital e com a velocidade na troca de informações, parece até pouca coisa, nada que sustentaria um modelo rentável de negócio. Engano básico e corriqueiro. Se você seguir todas as etapas com afinco e criatividade, atrairá um número de visitantes impensável para um negócio físico.

Funil de Vendas para Afiliados – modelos

O modelo conhecido como funil de vendas para afiliados é a chave para um ingresso no mercado online em grande estilo. Não são poucos os casos de empreendedores que estabeleceram uma solidez invejável a longo prazo e já rentabilizaram dezenas de milhares de reais apenas com o processo de funil. Devemos considerar que há outros meios de rentabilizar, como os anúncios pagos, mas essa fluidez natural e “descompromissada” de possíveis clientes nas suas páginas de vendas e produtos pode ter um peso muito grande na contagem da renda.

Como ficou explícito, você não deve esperar por um retorno no consumo imediato. É exatamente para isso que servem os e-mails marketing e o código de remarketing, muito utilizado por empresas de vendas de produtos físicos também, que posicionam seus anúncios em janelas durante a sua navegação na internet. Pode ser que na primeira vez o preço de um determinado produto não pareça tão chamativo assim, nem na segunda. De repente, na terceira ou quarta vez, aquela passagem aérea ou câmera fotográfica parecem muito mais atraentes para você.

como montar o funil

Outros produtos vendidos

Levar o consumidor até o produto que ele ainda não sabe que vai consumir é o segredo. Relacionamos todo o processo até agora com um produto final, nada de errado com isso, o que vale salientar é que se ele chegou perto de comprar aquele, mas não se identificou totalmente, há uma grande possibilidade de ele considerar um outro que você tenha a oferecer.

Fazer com que ele continue frequentando o seu portal e tenha acesso aos outros materiais é fundamental. Os e-mails são uma ótima forma de mantê-lo por perto, além da manutenção de um site atrativo e interessante, com um ótimo design e textos bem elaborados. Funciona da mesma forma que uma loja física, podemos nos interessar levemente por algo que está exposto na vitrine ou mesmo pelo nome do estabelecimento, já dentro dele acabamos decidindo por algo que tem mais a nossa cara. Não é preciso nem dizer que, caso a compra do primeiro produto tenha sido efetuada e o material aprovado, a chance dele voltar mais vezes é imensa.

Ponto Chave

É a partir desse ponto que conseguimos construir um verdadeiro “nome” no mercado digital. Imagino que você tenha na cabeça o nome de alguns desses grandes atuantes no mercado, que conseguiram fidelizar um número interessantíssimo de clientes e conseguem levá-los para todas as variações das plataformas, seja no Youtube, Facebook, mas principalmente, vendendo seus produtos através dessas ferramentas. O simples fato de trazê-los de forma definitiva faz com que qualquer produto que seja lançado posteriormente tenha um selo de credibilidade já colado a ele.

De forma um pouco mais específica agora, faremos uma revisão de como elaborar o funil de vendas para afiliados. No momento da criação de tráfego através das ferramentas, você deve ficar muito atento ao estilo de aproximação que deve ser utilizada em cada uma delas. No Facebook, uma combinação entre textos curtos e vídeos/imagens é sempre uma boa pedida, divulgados em horários de serviço durante a semana, preferencialmente. Nos blogs, é possível agir em parceria com donos de blogs que trabalham com assuntos semelhantes ao seu, fazendo com que muitos dos interessados no material deles convertam para a sua página.

Passos Finais

Após essa captura, chegamos na tal da squeeze page, que é onde nós oferecemos o infoproduto de “brinde”, lembra? Aqui, devemos ter a página hospedada em um domínio, de preferência .com ou .com.br, pois influenciam demais na hora da aceitação no interessado. Elabore uma apresentação simples, com vídeo para apresentar o conteúdo ou tópicos sucintos que transmitam a mensagem do que está sendo oferecido. Próximo a eles, o formulário onde são cadastrados o e-mail e o nome de quem acabou de chegar. O bom senso é o ideal aqui, designs modernos e simples costumam atingir os melhores resultados.

Após o registro, há a necessidade da confirmação da primeira mensagem enviada, embutidos nos serviços que automatizam o e-mail. Faça isso de forma pessoal e simpática também, explique qual é o procedimento a ser seguido (geralmente é apenas clicar no link enviado) em poucas palavras e finalize o processo. Esse é o ponto de estabelecimento definitivo de relação, quando o interessado receberá conteúdos e criará um laço com o que você produz, de forma direta ou indireta.

Última Dica

A última dica que daremos para que você elabore um funil de vendas para afiliados de qualidade é essa: Deixe a vergonha fora do projeto. Os empreendedores de sucesso na internet, hoje, se apresentam e constroem vídeos para passar ainda mais credibilidade e transmitir a energia necessária para a conversão de novos clientes. Materiais audiovisuais constroem uma identidade ao produto e garantem que nada que está sendo oferecido ali é de “mentira”, com alguma intenção inescrupulosa. Se você quer ser mais um dos empreendedores digitais a rentabilizar mais de R$10 mil por mês através de um sistema eficaz de vendas, crie coragem para lançar e estabilizar o seu negócio.